PESSOAL, ESTAMOS NESTE NOVO ENDEREÇO, PORQUE A CASA FICOU PEQUENA: http://dajanelaseve.blogspot.com.br

 



Escrito por MARCIO REIFF às 17h06
[] [envie esta mensagem] []



 

enfim veio uma faxineira em casa. foram dois dias de trabalho intenso para espanar a ponta do iceberg.

ela disse que precisaria de muitos outros dias. mas eu já estava feliz. vendo a cor verdadeira do azulejo da cozinha. 

depois que ela se foi estou pisando em ovos pela casa. cai uma gotinha de café na pia e eu já vou correndo limpar. estou refém da limpeza e da ordem. 

acho que vou me mudar para um hotel. 

 



Escrito por MARCIO REIFF às 20h20
[] [envie esta mensagem] []





Escrito por MARCIO REIFF às 07h13
[] [envie esta mensagem] []



comece pulando ondinhas depois deixe que elas te pulem



Escrito por MARCIO REIFF às 23h52
[] [envie esta mensagem] []



essa semana eu fiz valer cada centavo que ganhei: tirei todos do cofrinho pra comprar pão



Escrito por MARCIO REIFF às 16h43
[] [envie esta mensagem] []



microconto instantâneo

se aliviar, se isso puder ajudar...eu sempre venho aqui no doutor...até mesmo quando não preciso...venho ler umas revistas...papear...depois me vou...e olhe que bem melhor da dor




Escrito por MARCIO REIFF às 16h41
[] [envie esta mensagem] []





e que tanto de multa é esse que eu tomei este ano? me sinto dirigindo numa arapuca

_ o senhor acaba de perder a sua carta 
_mas por que, seu guarda? eu não estou dando lucro?




Escrito por MARCIO REIFF às 20h35
[] [envie esta mensagem] []



Todos os anos, o meu travesseiro vai pra barriga. 

Eu não tenho barbas brancas, não sou velhinho e muito menos sou bom, mas sempre sou eu o Papai Noel na firma. 

Tudo começou numa festa de fim de ano, quando eu fui literalmente um amigo secreto. Fui vestido de Papai Noel.


A minha intenção era tomar todas as doses de uísque, sem comprometer a minha imagem junto à diretoria. 

O meu anonimato não colou, porque só estava faltando eu na festa de fim de ano. 

No ano seguinte eu fui intimado a ir de trenó.

Troquei as doses de uísque por longas sessões fotográficas, com aquelas roupas polares. 

Tentando inspirar calor humano, eu passo um calor desumano. 

Normalmente, nem espero a festa acabar. Eu acabo antes. 

Para ser um bom Papai Noel, tudo o que a gente precisa é ter um saco enorme.
 



Escrito por MARCIO REIFF às 20h55
[] [envie esta mensagem] []



 

estava indo buscar o meu filho na escola, quando um carinha fez sinal: seu pneu de trás está furado.

na última vez que eu atrasei meu filho estava chorando, sentindo-se abandonado.

pensei: continuo rodando e tento chegar na escola o mais rápido possível,ou paro pra trocar esse pneu, que pode rasgar e ainda entortar a roda?

decidi prosseguir.  

acabou dando pra chegar e o garoto  ainda não estava chorando

depois de uns 15 minutos brigando com a chave de roda, sem conseguir mover um triz daquelas porcas, e prestes a chamar o guincho, meu filho sugere que eu rode a chave de roda em sentido contrário 

pronto. era isso. consegui trocar o pneu, com a providencial ajuda do meu filho

 



Escrito por MARCIO REIFF às 14h59
[] [envie esta mensagem] []



 

 

antes de chegar em nada, a gente esbarra em tudo

 


 



Escrito por MARCIO REIFF às 11h05
[] [envie esta mensagem] []



 

 


O  BICHO COMEDOR DE IDÉIAS

 

Era uma vez um menino que tinha muitas ideias.

O dia inteiro ele ficava tendo idéias.  Ideia de desenhar um tubarão voador. Ideia de transformar o espremedor de batatas num satélite espacial. Ideia de cortar uma garrafa de coca-cola e fazer um castelo...Ideia era o que não faltava naquele menino.

Mas um dia ele percebeu que as ideias começaram a desaparecer da sua cabeça. Ele pensava em algo legal e logo em seguida a ideia desaparecia.

Aí ele resolveu ficar quieto e sentado, só vigiando pra ver se alguem vinha pegar as suas ideias, mas ninguém veio.

Então ele teve uma grande ideia para capturar o ladrão de idéias, mas ela também desapareceu.

Preocupado, ele colocou pedras de gelo na cabeça, para que as suas ideias não derretessem. E teve a ideia de usar um boné, pra que elas não voassem.

Foi jogando  packman que o menino desvendou o mistério: deveria haver um bicho comedor de ideias dentro da sua cabeça. Um bicho muito, mas muito guloso.

Aí o menino teve muitas ideias de como  exterminar o bicho, mas elas iam diretinho pra boca dele, que ia ficando cada vez maior. 

E de tanto comer ideias, o bicho foi ficando muito gordo, tão gordo que mal cabia na cabeça do menino.

Mas continuou crescendo, espremendo-se naquela cabecinha... até que explodiu!

E foi assim que todas as ideias que estavam na barriga do bicho voltaram para a cabeça do menino. Inundado por tantas ideias, o menino nunca mais se preocupou com o sumiço de algumas.

 



 



Escrito por MARCIO REIFF às 17h07
[] [envie esta mensagem] []





Escrito por MARCIO REIFF às 09h47
[] [envie esta mensagem] []



arte é alguma coisa que te diz alguma coisa



Escrito por MARCIO REIFF às 19h22
[] [envie esta mensagem] []



a luz no fim do túnel é a do trem



Escrito por MARCIO REIFF às 23h49
[] [envie esta mensagem] []



o humor foi tanto que a inteligência sorriu



Escrito por MARCIO REIFF às 13h16
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
DA JANELA SE VÊ
BLOG DO PATRI
O MUNDO IMAGINÁRIO DE CALDINAS
TUTE
PAPO COSTURADO
O MORFINO PODCAST
COISAS DA VIDA
PORTFÓLIO DO REDATOR
OLHARES TORTOS
WEBSITE MÁRCIO REIFF
BLÔNICAS